De que cor é o Cálcio?

Garanto que a primeira coisa que veio na cabeça de vocês foi a cor branca, do leite, do queijo...
 
 
 
Que nada, minha filha, o calcio é verdinho! Tá aí uma coisa que ninguém poderia imaginar: a couve dá mais calcio pra gente do que o leite de vaca!
 
E pior que adoro couve refogada! por mim, comeria todo dia! Na real, até tento comer todo dia, mas como nem sempre tem lá em casa, tem dias que não como. Gosto de colocar uma col ou duas de farofa pra ficar um pouco mais soltinha, com arroz e feijão é a refeição perfeita pra mim!
 
A Organização Mundial de Saúde recomenda o consumo de 1.000 miligramas de cálcio todos os dias, enquanto que a dose diária recomendada na América do Norte e nos países desenvolvidos, onde as pessoas comem proteína com alto teor de sal é de 1000 a 1300 miligramas por dia.

Aqui está uma lista com alguns dos alimentos que contém mais cálcio:

Couve 1 xícara (cozida): 385 mg
 Suco de laranja fortificado (1 copo): 350 mg
 Figos secos (10 média): 269 mg
 Tofu (1/2 xícara): 258 mg
 Feijão branco cozido (1 xícara): 161 mg
 Mostarda (1 xícara – cozida): 150 mg
 Kale (1 xícara cozida): 94 mg
 Grão de bico (1 xícara – cozid0): 80 mg
 Passas (2/3 de xícara): 80 mg
 
 
 
Viram? consultem a tabela TACO e tirem a prova do que eu estou dizendo!
 
Veja uma comparação rápida sobre onde conseguir o Cálcio, segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO):
Em cada 100g destes alimentos, você encontra:
Leite de vaca: 123mg
Rúcula crua: 117mg
Brócolis cru: 86mg
Coentro cru: 784mg
Couve crua: 131mg
Couve refogada: 177mg
 
Muitas verduras e legumes de cor verde-escura são riquíssimos em Cálcio, e com uma vantagem muito importante: se você optar por ingerir Cálcio de fontes vegetais, vai ficar livre de toda a gordura saturada presente nos alimentos de origem animal.
 
Viram só? Por acaso há a possibilidade de vegetarianos ficarem assim taaaaaao carentes de calcio? Acho que não né?
 
E outra coisa, muitos países onde as pessoas consomem muito leite possuem mais casos de pessoas com osteoposore do que nos países que nem chegam perto dos laticínios... pois então, né?
 
Achei tudo isso enquanto pesquisava sobre calcio, e fiquei feliz de que vários alimentos que costumo usar possuem boas quantidades de calcio!
 
E viva a couve! \o/\o/\o/
 
Fontes:

Quiche de cebola (da Nina da novela Avenida Brasil, porém, sem ingredientes de origem animal)


DSC03137DSC03138
Já fiz essa torta, mas agora fiz ela sem usar ingredientes de origem animal Smiley de boca aberta.
Usei a gordura da margarina e a do óleo, poderia ter usado o óleo só, mas como tinha pouca margarina, acabei fazendo com um pouco de cada, mas a quantidade de margarina certa é 200grs!
Massa

2 xícaras de farinha de trigo
80g de margarina - usei uma que não tinha ingredientes de origem animal, olhei e analizei a embalagem, mas como não era marca famosa, joguei a embalagem no lixo e esqueci qual marca era... :(
Mais ou menos 3 col sopa de óleo de girassol (completei pois faltou margarina...)
água até a massa ficar fofa
1 pitada de sal
Recheio
3 col de óleo
3 cebolas
1 cubo de caldo de legumes
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 copo de leite (usei leite de arroz)
200g de tofu
1 dente de alho ( na verdade usei molho de alho)
Sal e pimenta do reino a gosto
Acrescentei ainda uma col de sopa de levedo de cerveja!
Preparo
1. Misture a farinha de trigo com a margarina, sal e o óleo até a massa virar uma bola.
2. Faça um furo no meio e acrescente as duas colheradas de água gelada.
3. Misture.
4. Cubra a massa e deixe na geladeira por uma hora.
Recheio
Refoguei as cebolas no óleo, e em separado misturei o leite, o caldo de legumes, a pimenta e o levedo. Quando a cebola ficou macia, misturei o tofu e esse leite e cozinhei até ficar cremoso. 
No refratário, ajeitei a massa (pode usar um rolo de macarrão pra espixar ela ou vai apertando ela com as mãos e ajeitando ela na forma, como eu fiz devido a preguiça de usar o rolo). espalhei o recheio por cima da massa e espalhei um pouco de shoyo por cima pra dar uma cor e coloquei no forno em 200º por mais ou menos meia hora.



























O melhor bolo de chocolate vegano do planeta!

 

Achei sem querer a receita, olhei… vi que tinha nada demais, claro, pra quem não consegue fazer bolo ou pão sem ovo deve ser estranho (e jamais condeno essas pessoas, afinal, cada um é de uma cultura, costumes, religião, enfim…). Bom, só sei que minha mãe que é tri chata pra provar comida dos outros AMOU!

Admito que a receita não é das mais magras do planeta, mas considerem ela mesmo assim, já que rende um bolinho pequeno que logo se acaba, e mesmo se tu comer ele inteiro, será um bolo menor (mente gorda) kkkkkkkk.

Então, vamos as fotinhos e a receita!

A receita veio daqui: http://www.menuvegano.com.br/article/show/638/o-melhor-bolo-de-chocolate-do-mundo

Essa receita já rodou muitos blogs, mas me permito dar essa fonte pois foi de onde peguei.

DSC03114

DSC03115

DSC03116

Não reparem nas bolotas de açúcar mascavo, ele me traiu…

Ingredientes
Bolo

1 1/4 xícaras de farinha integral

1 xícara de açúcar mascavo

1/3 de xícara de cacau em pó ou alfarroba

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

1/2 colher de chá de sal

1 xícara de água morna

1 colher de chá de extrato de baunilha

1/3 de xícara de óleo vegetal

1 colher de chá de vinagre branco

Cobertura

1/2 xícara de açúcar mascavo

4 colheres de sopa de creme vegetal

2 colheres de sopa de leite vegetal (usei leite de aveia)

2 colheres de sopa de cacau em pó ou alfarroba

1 colher de chá de extrato de baunilha

Opcional: 50g de chocolate vegano derretido ou bem picado (ex.: Garoto Meio Amargo, Melken Meio Amargo ou Dark, etc.) (não usei)

Opcional: Granulado vegano a gosto (não usei)

Bolo:

Pré aqueça o forno (180°C). Num recipiente refratário, misture todos os ingredientes secos. Em seguida, adicione a água, a baunilha, o óleo e o vinagre. Misture com uma espátula até formar uma massa homogênea.

Leve ao forno por aproximadamente 30 minutos. Retire e deixe esfriar antes de (desenformar e) colocar a cobertura.

Cobertura:

Coloque todos os ingredientes numa panela pequena, leve ao fogo e misture  por aproximadamente 5 minutos.
Despeje a cobertura sobre o bolo e cubra com um pouco de chocolate granulado.

O bolo fica mais cremoso do que o tradicional, mas bem mais leve que um brownie!

Ficou divino e com um sabor delicioso! fofinho, tudo de bom!!!!

Provem e vejam como ser vegan é gostoso!

Bjuuuuuus!

Leite de aveia

 

DSC03112

DSC03113

É ruim tirar foto do leite pra mostrar, mas oh, tentei né?

Ele fica hiper cremoso e se tu esquenta ele engrossa!

Vamos a receita!

Receita
Ingredientes:
2 xícaras de aveia (em pó ou flocos)
4 xícaras de água (ou à gosto)
Preparo:
Bata todos (rsrsrs) os ingredientes no liquidificador.

Tá decepcionado? Achou que dava mais trabalho? Ok, você pode coar com um pano (limpo!) e colocar em uma garrafa de vidro. Na geladeira, dura em média 3 dias.

Fonte: http://www.cantinhovegetariano.com.br/2012/03/leite-de-aveia-um-coringa-na-cozinha.html

Adoro usar ele no café da manha pra tomar com cacau em pó, esquento e fica uma delicia, cheio de fibras e vitaminas!

Bjuuus!

Fritada de batata e tofu

 

Fiz esses dias e ficou maravilhoso, gostoso e leve pois enfiei muito vegetal nele ! hehehehe

A receita veio daqui: http://www.segundasemcarne.com.br/2012/11/09/fritada-de-batata-e-tofu/

DSC03084

DSC03086

DSC03087

 

Ingredientes

1 batata sem casca média cozida;

100g de tofu;

3 colheres (sopa) de farinha de trigo;

10 champignons cortados ao meio;

4 tomates uva cortados em cubos;

Salsinha a gosto;

Sal a gosto;

Pimenta moída na hora a gosto;

Óleo ou azeite de oliva para fritar.

Instruções de preparo

Em um bowl, coloque a batata cozida, a farinha de trigo e o tofu. Amasse muito bem com um garfo.

Adicione os temperos e os acompanhamentos ao bowl. Misture bem, para que os ingredientes se espalhem bem pela massa de batata e tofu.

Em uma frigideira antiaderente, coloque uma quantidade generosa de óleo ou azeite de oliva (eu fui nada generosa hehehe) e esquente bem. Adicione a massa e modele-a com a ajuda de uma espátula pão duro.

Deixe fritar bem, cerca de 5 minutos, de cada lado.

Espero que gostem, foi meu jantar esses dias hehehe…

Bjuuus!

Patê de feijão branco

 

Então, fiz mais um patê em casa, e esse ficou muito bom, com um pouco de alho no sabor, masi a pimenta branca que usei, limão… combinou de uma maneira sensacional!

DSC03088

Eu ainda deixei um pouco das castanhas inteiras miudinhas, não bati até elas sumirem, mas ficou bom igual, tenho usado e muito ela essa semana!

Vamos a receita, que veio daqui: http://papacapimveg.com/2011/05/15/eu-tenho-bons-motivos/

2x de feijão branco cozido (sem tempeiro e escorrido)

1/2x de castanhas de caju (de molho por 6 horas)

3 dentes de alho picados

1 galhinho de alecrim fresco

4cs de suco de limão

1/4x de água

4cs de azeite

sal e pimenta do reino a gosto

Esquente o azeite, e depois de esquentar, coloque o ramo de alecrim no azeite e deixe ali por uns 10 minutinhos, pra pegar o sabor e o cheiro.

Descarte o ramo de alecrim e aqueça o azeite de novo e frite o alho picado até ficar dourado. Desligue o fogo e coloque o feijão nessa frigideira e mexa bem pra aproveitar todo o azeite e não ficar nada na frigideira.

Coloque tudo no liquidificador, mais as castanhas sem a água, o suco de limão, a água, uma dose generosa de sal,  e pimenta do reino (usei a branca). Bata tudo até que, quando pegar uma pitadinha de pasta não sinta mais as castanhas, vá corrigindo sal e demais temperos e bata bem pra ficar beeem cremoso.

Pronto, já tens tua pastinha de feijão!

Espero que tenham gostado! Logo logo vem mais receitas, espero tirar o atraso! hehehe

Bjuuus!

Lasanha de Pts e milho


Digamos que a falta de opção pode ser a amiga da criatividade!
Estava ali, com minha massa esquisita que comprei um dia desses numa loja de produtos naturais para um dia fazer tipo uma lasanha integral e eis que juntei algumas coisas e fiz a dita cuja, receita é criação minha mesmo!
Vamos lá, usei essa massa aqui… fervi ela até ficar macia:

DSC03094

Bom, cozinhei um pouco de proteína (deixei de molho em água quente, depois espremi, refoguei com cebola e alho), misturei com molho de tomate, shoyo, um pouco de pimenta branca moída e refoguei. Essa foi uma camada.
Então, tinha milho congelado, peguei uma porção (não medi, tudo depende do tamanho da sua lasanha), cozinhei e coloquei creme de leite de soja e um pouquinho de sal, misturei bem.
Num refratário, coloquei um pouco de molho de tomate primeiro, depois coloquei massa, depois o molho de milho (deixei ele com mais milho do que creme), depois massa e molho de tomate, depois o molho de proteína, mais molho, mais massa e finalizei com molho de tomate.
Eu sei, sou péssima pra explicar as receitas, mas é que acho tudo tão simples… kkkk… mas aqui o que manda é o que tem em casa e o que a criatividade permite.
Fiquei com medo que o pessoal de casa não gostasse, que nada, tive que tirar um pedaço correndo pra guardar pra marmita da semana, se não, marido ia acabar com tudo!

DSC03099

DSC03100

Vocês tem alguma lasanha de improviso que funciona?
Bjuuuus!


Bolo de tapioca

 

Poderia ter ficado melhorzinho, acho que deveria colocar mais liquido pra hidratar a tapioca, o que coloquei acho que foi pouco pois ficou muitos grãos duros… ou peneirar seria uma boa!

Mas a consistencia dele ficou muito boa, ficou… diferente, isso sim!

DSC03069

DSC03070

INGREDIENTES:

2 xícaras (200 ml) de tapioca em flocos DUBOM
200 ml de leite de côco
50 ml de leite comum
4 ovos
1 1/2 xícara de açúcar
4 colheres de sopa de margarina
50g de côco ralado
2 xícaras de chá de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 lata de leite condensado (cobertura)

MODO DE FAZER:

Coloque a tapioca de molho no leite misturado com o leite de côco. Reserve por 30 minutos.

Enquanto isso, bata as claras em neve e reserve.
Eu sempre começo usando a batedeira para bater as claras e reservo em outro recipiente.

Leve novamente à batedeira (não é necessário lavá-la), o açúcar peneirado (eu uso o refinado) e a margarina, adicione gema por gema e deixe ficar esbranquiçado:

Acrescente a tapioca já umedecida, a farinha de trigo peneirada, o côco ralado e as claras em neve.
Por fim acrescente o fermento em pó.

Leve à  forma com furo no meio, untada e enfarinhada, ao forno 180º por mais ou menos uma hora.

Veio daqui: http://receitasdavovocristina.blogspot.com.br/2011/04/bolo-de-tapioca.html

Gelato vegano de chocolate

Esses dias fiz um sorvete luxo aqui em casa, maaaas... não tirei foto e esqueci completamente de postar a receita aqui O.o... e mesmo que eu queira, o sorvetinho acabou! Uma menina me pediu a receita hoje e só agora me toquei que não havia postado ela aqui, que vergonha!!!!
 
Antes tarde do que nunca!
 
A receita, pra variar vem desse blog aqui http://papacapimveg.com/2011/05/05/intenso-cremoso-delicioso-e-saudavel/, se querem ver o aspecto do gelato, tem uma foto lá! Não vou abusar demais e "roubar" a foto do blog, já basta copiar a receita hehehe
 
 Segue a receita:
 
3/4x de castanha de caju (crua*), de molho por 8 horas

1 1/2x de água

4x de banana congelada em rodelas

4 tâmaras

3cs de cacau em pó de ótima qualidade (usei da garoto)

2cc extrato natural de baunilha

2cs de rum (usei a essencia)

Escorra as castanhas e triture no liquidificador com a água até elas se dissolverem completamente. Dependendo da potência do seu liquidificador vai levar de 30 segundos a alguns minutos então seja paciente. Esfregue um pouco do líquido entre os dedos: quando não sentir mais grânulos está pronto. Reserve (deixe o leite dentro do liquidificador) (ou seja, você acaba de fazer leite de castanhas!). Remova os caroços das tâmaras e pique-as grosseiramente. Despeje as tâmaras picadas e o resto dos ingredientes no liquidificador (junto com o leite de castanhas) e triture até ficar homogêneo. Você vai precisar desligar o liquidificador algumas vezes e mexer tudo com uma espátula, empurrando o gelato na direção das hélices. A mistura deve ficar com aparência de sorvete mole e não deve ter nenhum pedacinho de banana inteiro. Transfira o gelato pra um recipiente de plástico com tampa e coloque no congelador. Quando estiver quase completamente congelado, despeje pedaços do gelato no liquidificador e triture novamente, pra quebrar os cristais de gelo. Mais uma vez você precisará desligar o motor algumas vezes e empurrar a mistura com uma espátula na direção das hélices. Despeje o gelato no recipiente de plástico e coloque de volta no congelador até ficar firme o suficiente pra servir. Esse gelato é super cremoso se servido poucas horas depois de ter sido preparado, mas pode ser conservado no congelador durante alguns dias (deixe alguns minutos em temperatura ambiente antes de servir). Esqueci de medir, mas acho que rende aproximadamente 1l.

*quando se diz cruas quer dizer que não podem ser torradas e salgadas!
 
Espero que façam  e curtam a receita! Se experimentarem, compartilhem comigo, mandem email pra participar da sessão "eu que fiz!" conforme instruções na barra lateral do blog.
 
Bjuuuus!

Patê de tofu com tomate seco e ervas

 

DSC03071[1]

Simplesmente bom demais… a receita veio daqui http://papacapimveg.com/2011/03/05/atendendo-a-pedidos/, mais uma vez… como estou na luta por eliminar os laticínios, aí me caiu bem!

Não era pra triturar o tomate seco junto, mas eu achei que poderia deixar um gostinho bom e triturei parte junto, ficou um gostinho de leve mais forte, porém, gostoso.

Ah! meu pigarro tá começando a sumir, hoje não consumi nenhum laticinio… espero que continue assim!

Segue receita original e meus comentários (não sou boa em descrever receitas, pois SEMPRE esqueço algum detalhe kkkk)

300gr de tofu

1/2 x de castanha de caju (não tostada e sem sal), de molho por pelo menos 6 horas

1 cebola picada

2 dentes de alho picados (não usei alho pois estava sem...)

1 ½ cc de levedo de cerveja

1cc de grãos de mostarda (opcional) (usei e deixei o liquidificador moer ela..)

½ cc de feno grego (opcional) (não usei)

2cs de suco de limão (botei mais que isso, sou a maníaca do exagero de temperos… sempre acho que deve ir mais)

½ cc (rasa) de sal (ou a gosto)

1 pitada generosa de pimenta do reino (puts, esqueci da pimenta…)

1cs de azeite

entre ½ x e ¾ x de água (deixei de molho o tomate seco em água quente, já que ele não era em óleo, e aproveitei a água que usei pra deixar ele de molho pra molhar o patê)

½ x de tomate seco picadinho (usei seco MESMO, não o em óleo. Esse seco mesmo tu achas na parte dos temperos, junto com funghis e cia)

2cc de ervas desidratadas (alecrim, orégano, manjericão e tomilho) (usei orégano)

Aqueça o azeite e refogue a cebola até ficar dourada. Junte o alho e deixe cozinhar mais 1 minuto. Reserve. Se estiver usando a mostarda em grãos e o feno grego, pile os dois juntos até virar um pó fino (eu deixei o liquidificador moer a semente pra mim, enquanto triturava os outros ingredientes…). Coloque todos os ingredientes, menos a água, o tomate seco e as ervas, no liquidificador (não esqueça de escorrer as castanhas primeiro). Ligue o motor e adicione a água aos pouquinhos. Dependendo da textura do tofu utilizado você precisará de mais ou menos água, mas vá com calma pois o patê deve ficar bem espesso (não precisei de muita água, então, vá com calma aqui!). Será necessário parar o motor algumas vezes e mexer o patê pra que todos os ingredientes sejam triturados (haja paciência, mas te juro que vale a pena!). Quando o patê estiver bem cremoso (esfregue um pouco da mistura entre os dedos: se você não sentir mais pedacinhos de castanha inteiros está pronto), junte o tomate seco em pedacinhos e as ervas desidratadas (não resisti e triturei um pouco de tomates secos e deixei parte inteiro na receita). Misture bem (com uma colher) e transfira pra um recipiente com tampa. Se conserva até uma semana na geladeira. Rende aproximadamente 2x.

É aquele patê leve e gostoso de passar um monte no pão, até saltar pra fora do pão francês…

Agora estou pensando na próxima receita de patê!

Bjuuuus!

Passeio no mercado público de Porto Alegre e meus mixes de frutas secas


Me perdoem, de coração, se já falei sobre eles aqui, mas não encontrei nenhuma postagem no blog falando sobre isso, então, resolvi escrever! Sabe como é, cabeça da pá virada com essas aulas…
Esses dias fui no Mercado Público de Porto Alegre – rs para pegar algumas frutas secas pra montar meus mixes e olha como voltei pra casa…
DSC02982
Achei numa banca alguns temperinhos que estava afim de comprar já mas aqui na minha cidade não encontrava. Ainda não testei nenhum, preciso arrumar um vidro direitinho para acomodar eles (sim, faz semanas que comprei e nem acomodei eles direito kkk).
DSC02983
Eis as frutas secas! Me empolguei e trouxe um monte, principalmente castanha de caju SEM sal, pois na minha cidade só acho salgada e sal demais não pode!
DSC02993
E eis que surgem os mixes de frutas secas!
Algumas sugestões de montagem desses mixes, mas pode variar de acordo com as necessidades diárias de cada um!
1) 1 castanha pará + 1 noz pecan + banana seca
2) 2 ameixas + 2 castanha pará + banana seca
3) 4 castanha caju + 1 castanha pará + 1 banana seca
4) 2 tâmaras + 2 castanhas pará + banana seca
5) 4 amêndoas + 2 tâmaras + uva passa - 1 colher de sopa
6) 4 amêndoas + 1 castanha pará + 1 ameixa + 1 noz pecan
Tâmaras podem ser substituídas por ameixas - 2 un para cada
Uva passa pode ser substituída por ameixa = 2 un por colher de sopa
As sugestões foram criadas para mim, ou seja, não critiquem se acham que são calóricas ou coisa do tipo, adaptem como quiserem, certo crianças?
Espero que tenham gostado!
Bjuuus!