Meu veganismo




Ser vegano não é uma questão de “não poder” comer isso ou fazer aquilo, é uma questão de escolha. E quando se trata de escolher, cada um age segundo a sua consciência.

Depois de tanta gente querer vir me julgar, me encher o saco, vou explicar tudo que eu tenho que explicar apenas uma vez... Há algumas coisas que preciso dizer...

Preciso dizer que já pensei em muita coisa em relação a abuso de animais, sobre medicina, transporte, tecnologia (sim, há produtos testados e de origem animal em tudo que nem se imagina)... Pensei muito em como essas áreas se utilizam dos animais de todas as formas possíveis, seja como ingredientes, seja com testes.... em tudo.

Preciso também dizer que vejo muitos vegetarianos/veganos que são muito agressivos ao impor suas convicções, valores e idéias e isso não só atrapalha como afasta as pessoas que hoje não pensam como a gente mas que um dia... quem sabe passando as nossas ideias com carinho e com jeitinho ela não venha a pensar e ir pelo mesmo caminho que o nosso? Sendo agressivo a gente só deixa a imagem de "que gente chata, louca e agressiva é essa, só pode ser falta de carne... eu hein...".

Então, vou falar um pouco da minha reflexão do assunto, sobre meu vegetarianismo e meu veganismo.

Um belo dia virei vegetariana, comia ovo e leite, só não comia o que tinha tido um rosto um dia (em resumo). Aí naquele mundo da novidade do vegetarianismo, eu me dei o direito de julgar as pessoas que amavam os bichos, ajudavam ongs de animais abandonados ou que elas mesmas recolhiam esses animais, porém, comiam carne como qualquer outro humano que estivesse pouco se lixando pros animais. Eu pensava "ora onde já se viu essa hipocrisia!".

Até que um dia, li em algum lugar que não me recordo hoje onde (não sei se foi em livro ou internet) a seguinte história...

Uma floresta pegou fogo, e um leão viu um beija-flor pequenino levando porções minusculas de água para o incêndio, tentando assim apagar o fogo... O leão, intrigado, perguntou ao beija-flor "você acha que vai apagar o fogo levando tão pouca água para as chamas?" e a beija-flor respondeu "se cada um ajudar do jeito que puder, com aquilo que puder oferecer, conseguiremos apagar o incêndio"...

Então, compreendi duas coisas:
-> nunca julgaria as pessoas que fazem sua parte, seja onde for, seja fazendo o mínimo ou máximo, cada um faz o que dá e esse "cada um faz o que dá" poderia fazer uma baita diferença...
-> Nunca na minha vida conseguiria ser um vegan "verdadeiro"... por quê? Esse computador que estou usando neste momento em algum lugar dele, em alguma pecinha que seja, há algo de origem animal... o papel que usei pra escrever um recado agora a pouco foi feito por alguem que desmatou uma floresta, destruiu um campo e expulsou sua flora e fauna de lá para que eu pudesse ter esse papel...

(e você ainda vem aqui e me julga... você não está atrás de um computador, não usa papéis? anda de ônibus, carro? pois é...)

Para ver como o veganismo sempre será uma questão complicada... 

Para ilustrar a situação, dou o seguinte exemplo... conheço uma família que é vegana ao extremo, o filho ele leva muito a sério a filosofia de vida deles (são fruguivoros, onde as pessoas só comem o que não resulta em morte da planta, em resumo é isso). Um dia ele teve de tirar o siso... ele tirou o dente e a mãe dele o obrigou a tomar os antibióticos (e isso que ela é fruguivora também e é a "cabeça" do estilo de vida deles) pois ele não queria, mas acabou tomando por insistência dela (só se negou a tomar medicamentos pra dor). Isso os tornou menos defensores da filosofia vegana? Na minha opinião, não. "Ahhh mas foi uma excessão diferente das outras..." olha, pra mim é uma excessão como qualquer outra que qualquer vegano possa fazer, como já ouvi veganos falarem que comeram queijos de leite de vaca algumas vezes pois a família que convidou para jantar tinha comprado só pra ela comer pois tinham entendido que ela só não comia carne... e ela comeu aquele dia e deu, não quis deixar as pessoas da casa sem jeito ou fazer desfeita.... e ela não se tornou menos vegana por isso. (lembre-se desse exemplo)

Mesmo que a pessoa me diga que seja Vegan, sei que ela não poderia ser 100%, já que um dia ela passará por uma situação que ela terá de usar algo que tenha crueldade, seja consciente ou não. Pra ser 100%, na minha opinião, a pessoa deveria voltar ao tempo que as pessoas viviam no meio da natureza, comendo vegetais e levando sua vida sem nenhum produtos animal.

Bom, aí partindo desse principio de que não dá pra ser 100% vegan (isso já sendo vegetariana), eu cheguei ao seguinte acordo comigo mesma: a partir de agora (isso em novembro/2012) não vou consumir nada de origem animal, o que eu puder evitar, eu vou. E nesse processo, vou ir me adaptando, me organizando, entendendo como as coisas funcionam, aprendendo a fazer escolhas, aprendendo a lidar com o julgamento dos outros (tenho problemas com isso desde criança, trauma mesmo), vou ir aprendendo a fazer melhor minhas escolhas...

Enfim, eu digo que sou vegan sim (mesmo que isso seja agressivo para os vegans mais fanáticos*), estou em processo de adaptação, eu estou aprendendo muita coisa nesses últimos dias, entendendo outras e descobrindo muitas, às vezes "caindo da carroça" por ainda estar aprendendo a lidar com muitas situações, criando coragem de expor as minhas escolhas e não me importar mais com o julgamento dos outros. Como li em um blog de uma vegana que tinha um guia de como se tornar vegano, ela dizia: "se comeu o queijinho, não interessa o motivo... sempre dá pra começar de novo, tente de novo". E é isso que faço, se eu errar durante esse inicio, se eu precisar sair fora desse modo vida que escolhi pra mim (seja agora enquanto me adapto ou daqui a 100 anos ) eu vou me perdoar e seguir meu caminho...

As escolhas que faço são somente minhas escolhas, se tuas escolhas são diferentes das minhas, paciência... somos pessoas diferentes e por isso fazemos nossas escolhas do jeito que dá.

Admito que me corrijam, que falem "Oh Sammy, esse produto aí tem tal coisa de origem animal", pois apesar de pesquisar a respeito, nem sempre consigo verificar tudo e essa contribuidão é sempre válida ( e sempre agradeço!) e sempre acho que essa troca de informação que as pessoas desse estilo de vida fazem super válida, a única coisa que não admito é me chamarem de vegana de araque por não fazer certas escolhas que a pessoa acha que tá errado... tá errado pra ti, tá errado nas tuas escolhas, mas na minha não! A minha escolha é tal porque eu tenho meus motivos para escolher assim, se tu não escolheria, paciência!

Lembrem-se veganos/vegetarianos que vem aqui me visitar e buscam um furo no meu estilo de vida e acham um jeitinho de me julgar: ser vegan é defender a vida, contribuir para um mundo menos cruel e mais preservado, a favor de todas as formas de vida, incluindo a vida humana... Ou seja, de que adianta ser todo cuidadoso com seus produtos de origem vegetal e não ter um pingo de respeito com seus semelhantes (lembram o episódio do queijo que contei mais acima?)??? Não se esqueçam que vivemos em sociedade, e respeito é bom e todo mundo gosta. A gente pede respeito das pessoas que comem carne, mas se respeitar entre si que é bom nada, né?

Já fui de discutir que nem cachorro louco a repeito do vegetarianismo... já fui de defender que nem louca esse estilo de vida...

Já me achei superior a quem ainda come carne (coisa de quem descobre ontem o vegetarianismo, mas nem todos são assim)... mas isso durou pouco tempo... Depois, parei de julgar as pessoas, eu perdôo elas, respeito elas... a escolha delas é comer carne e repeito elas por isso, assim como espero que respeitem a minha escolha, poxa, o pessoal lá em casa come carne, come ovo, come leite e eu estou de bem com eles assim como eles estão de bem com meu estilo de vida...

E sabe que até hoje nunca passei por uma situação onde alguem viesse tirar onda da minha cara por conta das minhas escolhas (tirando o dia em que meu sogro e minha sogra se assustaram por não comer mais carne, mas foi só o susto e eles hoje me respeitam), pelo simples fato de respeitar todo mundo. Poxa, meus amigos comem carne... vou agora desfazer a amizade por isso? Não. Tem churrasco, eles já separam pão com alho pra mim... Eu tenho as melhores pessoas do mundo ao meu redor, e fui eu que dei chance para isso acontecer!

Sejam menos paranóicos e menos agressivos que vocês vão ver como o preconceito contra nós diminuirá e talvez mais gente se interesse por nosso estilo de vida...

Não fique numa mesa de jantar junto com seus amigos comedores de carne dizendo que sente nojo de carne pois aquilo é um cadáver nojento em descomposição... eles comem carne e isso irrita eles, assim como eles te irritam quando dizem que a comida deles caga na tua... que tal todo mundo se respeitar??? Vamos?

Bjus!

*obs.: quando falo fanático, não quero usar o sentido mais "feio" da palavra, mas sim pessoas, digamos... que defendam de maneira bem "forte" as suas convicções.

5 comentários:

  1. Bom dia! Amei seu post, ótimo, bem bolado...

    Passo por essa situação sempre, mais não tenho tanta força como vc, sempre erro e começo tudo de novo, já cheguei a ficar 4 meses sem comer carne, mais dpois começo tudo de novo, admiro este estilo de vida e desejo de todo coração aderir a este estilo!Amo tanto que meu TCC foi focado no vegetarianismo e veganismo e até pela prof. do curso de nutrição fui "descriminada"Bjoss

    ResponderExcluir
  2. Muito bom seu post Sammy! Concordo plenamente com você, principalmente na questão da troca de informações. Se importa se eu linkar esse post no meu blog?

    ResponderExcluir
  3. Estou conhecendo teu blog e adorei! Estou precisando me cuidar, ser saudável e sou simpatizante do vegetarianismo (raramente como carne). Concordo em tudo o que dizes e, principalmente "nunca julgaria as pessoas que fazem sua parte, seja onde for, seja fazendo o mínimo ou máximo, cada um faz o que dá e esse "cada um faz o que dá" poderia fazer uma baita diferença...". Cada um faz o que dá...em tudo na vida acho que isto é uma verdade. Cada um sabe de sua vida. Adorei, vou seguir!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, amei sei poste... sou vegan bem recente... estou me adaptando sabe, seu poste me ajudou muito. porque eu ficava frustada porque não conseguiria ser 100% vegan... mais fico feliz pelo exemplo do beija flor... posso fazer o meu melhor, estou feliz pelo que li. Sucesso com o blog... e com a nossa escolha. ^^

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade!