Faz um ano que sou vegetariana + pensamentos soltos




Adoro esse gatinho!

Ok, o assunto que deu motivação para este blog nascer foi meu emagrecimento, mas tudo tem a ver com a busca por equilíbrio que tanto defendi.

Bom, há um ano, neste mesmo mês, me tornei vegetariana, faz um ano que não consumo carne e 4 meses "de fato" que sou vegana.

Foi uma mudança que mexeu com a mente da pessoa aqui, as pessoas, boa parte delas, não aceitam muito bem essa coisa de não comer carne, pois a carne é um elemento que faz parte "do social", principalmente aqui no sul, onde tudo gira em torno da churrasqueira.

Mas com apoio da minha mãe e do meu marido, tenho me virado bem nesse sentido. Sem grandes traumas, sem grandes neuras.

Claro, o brabo foi explicar que não estou mais consumindo alimentos de origem animal como leite e ovos. Aí o povo te tira pra doida, pra retardada ou acham que tu és um ser de outro mundo.

Há quem ache que vou dançar alguma dança budista (existe isso?) quando encontrar elas ou ensinar mantras hindus por conta do veganismo. Nada a ver isso... kkkkkkkkk

Gente, eu continuo a mesma pessoa de antes, só mudou o que coloco na boca, acho até que estou melhor que antes, mais tranquila, mais relaxada, mais agradecida a vida e, de quebra, menos rancorosa, guardo menos ódio no coração.

Passou a fase que eu queria que todos se tornassem vegetarianos e que criticava quem comesse carne, aquela fase que a gente defende tudo com unhas e dentes, etc... Ok, eu olho para quem come carne e me sinto esquisita, mas não julgo, talvez até lá dentro eu faça algum julgamento, mas nunca ofendo ninguém.

Hoje em dia, não me importo com o que os outros comem, se a pessoa me pergunta algo, respondo, mas me nego a discutir sobre isso com quem não está afim de entender meu lado.

Well, e nessa coisa toda, me sinto de leve excluída da sociedade, é como se eu estivesse cursando medicina e cair pro curso de filosofia, com gente totalmente diferente, valores diferentes... Sinto como se pisasse em ovos, há veganos que são agressivos e intolerantes com o modo que as outras pessoas levam o veganismo na sua vida e isso me dá nojo, mas já falei disso em outra ocasião e vou deixar isso pra lá....

E nessa coisa de me sentir meio fora da turma, lá vou eu com o mesmo assunto dos últimos tempos... Minha vida de encarteirada, ou seja, de motorista iniciante.

Me sinto meio que do mesmo jeito que me sinto no veganismo, meio deslocada, tipo, tentando se inserir num grupo de líderes de torcida com meu estilo nerd, tipo assim, entende? Comparação meio besta, mas acho que assim me faço entender.

Me sinto como se esse não fosse meu mundo, como se estivesse meio intrusa, como se estivesse de fuxiqueira. Acho que é por conta da inexperiência, das barbeiragens que nem todo mundo aceita hehehe. Ué, gente, demoro pra arrancar na sinaleira pois a missão que Deus me deu na terra é: Faça os homens na terra terem mais paciência com os recem encarteirados! kkkk

Mas esse sentimento não me impede de tentar me infiltrar nesse mundo, pois gosto dele do jeito que é. Com seus motoristas barbeiros e com esse povo apressado.

Eu gosto de dirigir, por enquanto é assustador dirigir no meio do transito, assim como ainda é assustador falar que não como queijo (sim, não sei lidar ainda com a cara de reprovação dos outros, mas estou bem melhor). Porém, tudo compensa, tudo vale a pena.

Estar de bem com minha conciencia, com meus valores e sonhos não tem preço, não há dinheiro que pague. Nada paga.

Eu estava presa numa gaiola, e aos poucos vou experimentando a vida fora dela, aos poucos vou saindo, me libertando dos medos e de tudo que me atrapalha. Ainda tenho aquele sentimento: é bom ficar fora da gaiola, mas parece tão seguro aqui dentro... vai entender...

Não quero mais me acorrentar em correntes que a sociedade me impõe. Não quero me acorrentar no medo de fazer feio, de não agradar.

Quero ser livre.

Gente tenho muita coisa pra compartilhar aqui, mas aos poucos vou me "chegando"! hehehehe

Bjuuuuus!

Sammy só quer saber de virar "fazendeira"....

7 comentários:

  1. Oiii... sabe q é normal se sentir um peixinho fora d´gua qdo se é motorista recém saída do forno... eu cheguei ao cumulo de andar mto mais para não para em um subida no semáforo... mas hoje eu amo dirigir.. e modéstia parte dirijo mto bem!! pelo menos é o q me falam... vc vai ver... logo vc tira de letra!

    ResponderExcluir
  2. queria ser assim ... não comer carne .. fico pensando o quanto vc deve estar mais saudável , já que as carnes de hoje são repletas de hormônios .. ah credu .. agora quero ver se paro de beber cerveja e refrigerante .... mais naum quis propor nada saca .. quero fazer por mim mesmo sem anucio ..vamos ver se consigo ... kkkkk ... minha mae foi ai no sul ..ela disse que o transito dai e loko de mais ..kkkk beijos ...

    ResponderExcluir
  3. oi Sammy, te entendo, tb sou vegetariana há 7 anos e escuto piadinhas toda semana, todo lugar q vou,um saco rs, mas acho o veganismo bem difícil, parabéns pela força de vontade, ficaste super diferente ruiva, mudou mesmo;-), depois vou ver essas fotos melhor ;-), eu sou Hare Krisna, por isso virei vegetariana, dou a maior força, tem um templo do meu gurudeva aí no sul dá uma olhada no site daqui do Rio, www.gauravani.com.br, quem sabe essa filosofia tb não é a sua praia? dou o maior apoio ;-), bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga, estou voltando a RA, espero poder continuar contando com teu apoio...Bjos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Sammy, você é inspiração pra mim... Amei a interface do seu blog, é lindo! Eu tenho perdido gradualmente o gosto por carne, e tenho aprendido a amar a vida "Vegan", sem ao menos perceber, e tenho me sentido cada vez mais saudável... Já estou te seguindo, vou voltar aqui sempre, em busca de mais inspiração... Se puder, passe em minha casinha... Beijos imensos...

    http://vidaespirituosa.blogspot.com.br/2013/05/assaltando-geladeira-ou-so-um-lanchinho.html

    ResponderExcluir
  6. Eu já tive duas cunhadas vegetarianas e sempre convivi muito bem com elas, sempre fizemos muita festa juntas e nunca tivemos discussão sobre o assunto. Cada um é cada um, e a coisa mais legal do mundo é a diferença!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. lindeza.. sei exatamente pelo ke vc ja passou e ainda deve passar.. nesse país ninguem respeita as nossas escolhas.. depois que descobri ke sou celiaca.. mesmo não sendo questão de escolha.. ja me olharam torto muitas vezes e até ja me disseram ke é capricho de ex gorda.. e tals.. confundem minha intolerancia ao gluten com uma dieta de emagrecimento..mas fazer o ke.. kem é limitado nao tem jeito..rs. bjokas e te desejo todo o sucesso do mundo na sua vida vegana...

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade!