O lado exótico da minha vida

Se alguém tá esperando fotos nuas minhas, em posições pitorescas, sinto muito em desapontar vocês... Mas juro que lá vem coisa interessante.
 
O lado ótimo, o lado sensacional  e fantástico de ser vegana é que a pessoa acaba abrindo muuuuuito a mente, e acabamos experimentando de tudo, conhecendo de tudo e enriquecendo nosso leque de opções alimentares.
 
Bom, no sábado fui na minha tia e ela dividiu com a gente metade de uma gila...
 
 
 
O que é uma gila?
 
Ela é uma fruto muito popular em lugares frios, tipo Bom Jesus aqui no RS e algumas cidades em SC. Ela parece uma melancia, possui um aroma refrescante e dá pra fazer diversas receitas com ela, a mãe fez um doce, mas há quem faça até pratos salgados.
 
"A gila é uma espécie de abóbora, de nome científico Cucurbita ficifolia, e se assemelha externamente a uma melancia. Mas ao abri-la, seu interior consiste de uma polpa branca e fibrosa, com sementes grandes e escuras. A fruta provém de uma planta perene, trepadora, com folhas manchadas de branco. A gila, que é conhecida desde a infância de muitos moradores idosos da cidade, se perpetuou pelos quintais das casas em Bom Jesus sem ter sido plantada. Aliás, muitos acreditam que as sementes não devem ser plantadas e sim jogadas sobre a terra para ocorrer a germinação."
 
Ela é uma fruta bem... Diferente. Já era tarde quando descobri que não podemos manipular ela com objetos metálicos. Como é que faz pra partir ela, então? Atira no chão.
 
Meu tio cortou ela com faca, minha mãe ralou ela num ralador de metal... enfim, mas conseguimos salvar a fruta: tem que lavar os pedaços dela até parar de sair espuma, e deixar de molho de um dia para outro e aí sim ferver e fazer o doce.
 
Mas deu tudo certo, o doce ficou ótimo!
 
 
Hoje estive pensando: vou fazer um pastel assado dessa maravilha, deve ficar tão bom como pastel de maçã, sabe?
 
Alguém conhecia essa gracinha?
 
Bjuuus!
 
 
 
 

12 comentários:

  1. eu ja tinha ouvido falar.. mas provar mesmo nunca..rs.. bjkas lindeza e sucesso

    ResponderExcluir
  2. Uauuu, fica bom mesmo? Vou procurar no mercado municipal aqui em Campinas...deu vontade de experimentar o doce rs.

    Beijo, Nathy!

    ResponderExcluir
  3. no primeiro momento achei que fosse melancia ... agora fiquei curiosa ..como vc disse em locais frio kkkk nunca que em goiania teria kkkk aqui e quente ..nosss ... bjus sua linda.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, não conhecia essa fruta (nunca tinha nem ouvido falar!) mas gostei de saber das suas particularidades!!! Fiquei com vontade de experimentar, mas acho que não encontro aqui na minha região (sou do nordeste)...
    Bjs! =)

    ResponderExcluir
  5. Nunca vi essa fruta por aqui.
    Mas é bom experimentar novos sabores.
    bjos

    ResponderExcluir
  6. Geeeeente, que fruta exótica.
    Cheia de coisinhas, né?! Tipo, não poder ter contato com metal foi estranho pra meus ouvidos.
    Achei o máximo. Quando vi a primeira foto pensava que era melancia, na segunda eu já pensei que fosse pinha (fruta do conde).
    =)

    ResponderExcluir
  7. Nuncouvifalar... Qdo vi inteira na primeira foto achei q era uma abóbora...
    Beijão (lê meu post de hoje!)

    ResponderExcluir
  8. Morri de rir com a abertura do post!
    Não! Nunca tinha visto essa tal de Gila! Sai espuma? vixe! que legal! kkk

    Beijo gata exótica!

    ResponderExcluir
  9. Eu tinha uma amiga gaucha que adorava gila, mas sempre pensei que gila era o nome da melancia no Rio Grande do Sul, kkkkk santa ignorância! Minha amiga sempre falava de gila e quando pesquisei (não muito bem) não vi nenhuma aberta e fiquei pensando que era melancia... Adorei o post Sammy Leilane! Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Nunca vi!!!!! Por fora parece melancia mesmo. É ótimo experimentar, descobrir e incluir coisas novas na alimentação. Agora vou querer conhecer!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha ouvido falar dessa fruta... rs!

    ResponderExcluir
  12. Nunca tinha visto, se vem que aqui faz um calor infernal, então nem tinha como mesmo.

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade!