Eu fiz essa tal de cerveja!



Fiz a cerveja como eu já havia dito, e ela está lá fermentando e esperando sua hora de ser colocada na garrafa!

Que dia que cansou, nossa... desde a hora que comecei a moer o malte até a hora de lacrar o balde foram umas 10 horas nessa função toda!

Claro, em muitas parte eu não me organizei direito, precisaria me organizar melhor, coisas que pareciam óbvias e nem eram tanto assim, sabe quando numa aula fazem algo de maneira óbvia (e tão óbvia que tu nem absorve),  mas aí na hora tu não sabe como faz? Isso mesmo.

Havia coisas que esqueci como deveria fazer, como disse me atrapalhei, mas serviu como um "esquenta", ou seja, na próxima leva eu já saberei melhor como organizar as coisas.

Lúpulo (a alma da cerveja) e o fermento (que dá vida  e fermenta a coisa toda)

Ainda quero repetir essa receita, fazendo ela direitinho, de maneira organizada, mas só quando souber do resultado da cerveja-teste.


Moinho e malte moído

Mas preciso dizer... dá um desespero quando tu chegas na metade do processo e vê que ainda há coisa a ser feita, mas no final, é gostoso ver a tua "cria" pronta, sei lá, eu gosto de fazer as coisas de maneira caseira, acho que é por isso que, por mais que dê trabalho, sempre acho incrível essa alquimia da cozinha e das panelas...

Sobre dieta, vamos indo como dá, andei comendo como doida, mas ontem me coloquei nos eixos, comi dois quadradinhos de chocolate fora do planejado, mas para quem tinha perdido as estribeira, tá bom. Passei poucos pontos da cota.

Nem sei quantos pontos extras já consumi, mas só sei de uma coisa: quarta me peso e retomo do zero em definitivo, no ritmo já estou!

Ontem retomei os treinos e hoje treinaremos de novo, e que venha a maratona de POA dia 16/06!

Volto logo!

bjuuuus!

Curso de cerveja foi dimóooooooisss!


Para quem quiser fazer o curso, recomendo e recomendo de novo: http://www.weconsultoria.com.br

O único "defeito" é que os cursos são bem disputados e só tem uma vez por mês, mas diz que o filho do instrutor do curso ( e que é dono da consultoria) está vindo da Alemanha e vem com todo gás para tornar mais frequente os cursos e, quem sabe, irão oferecer cursos mais avançados.

Os caras são mestres, vendem tudo o que precisar para fazer cerveja e o curso é muito bom! O alemão Werner é uma figura muito simpática e disponível! E a química junto com ele no curso é fera também.

meus equipamentos e minha saca de malte...

Bom, estou lá com material, os equipamentos, ingredientes... Só esperando chegar o final de semana para ter meu dia livre para fazer minha cerveja, pois o processo todo até chegar a parte de deixar no balde fermentador dura umas 6 - 8 horas. Sim, é bastante tempo, e tem ainda o processo adiante que dura mais ou menos 20 dias.

Mudando de assunto...

Sexta bati o carro... nada demais, fui entrar numa estrada e o idiota do meu lado se posicionou errado e quando fui sair não vi que ele tava grudado em mim e raspei o carro nele, mas sem grandes danos materiais, mas fiquei tremendo feito vara verde... nem sei como consegui chegar no trabalho, mas cheguei...

Nessas horas a gente recebe as melhores provas de amor... maridex disse que sábado ia ficar com o carro para arrumar o que dava, polir, colocar o para choque no lugar, que não precisava se preocupar que ele ia ficar como novo... e ficou bem bom! Ninguém perceberá que ele foi batido kkkkk... pobre da minha baratinha. E ele me deixou bem tranquila, que resolveria tudo, para que eu não me preocupasse com nada... ufa!

Well... Domingo, para completar o meu final de semana super ocupado e sem uma folguinha para dormir até mais tarde... eis que saí pra correr!



Terminei a prova em 39 minutos, tri faceira e não fiquei em último lugar!!! E pior que ontem cuidei tanto meus tornozelos que hoje tudo dói, menos eles! kkkkk... Emplastei de gelo as canelas!

Em busca da triforce!

E como sempre, quando participo dessas provas, me dá um sono desgraçado de tarde, dormi bastante... e comecei a organizar o que precisaria para engarrafar as cevas, o que preciso de garrafas, o que preciso comprar e etc...

Vamos ver se hoje consigo retomar a dieta de novo, pois semana passada a draga comeu solto por aqui, ontem foi o excesso final!

Essa semana não vou treinar tão cedo, hoje é óbvio que vou descançar até porque o esforço foi grande e a dor também! Terça vou visitar uma amiga, quarta tenho VP, quinta farei uma eco do tornozelo e logo depois vou ver outra amiga, aí sexta retomo os treinos, preparo o material pra fazer minha ceva no sábado e vamo que vamo!

Semana cheia, mas a vida só é boa quando a gente se ocupa, faz alguma coisa que faça o dia valer a pena, a semana valer a pena! Vocês concordam comigo que a vida é muito mais que só trabalhar e dormir né?

Então vamos simbora minha gente!

Boa semana!

Ah!!! e essa vida de cervejeira renderá um novo blog, aguardem! Eu me vingarei!!!!! (logo logo entenderão...)

Bjuuuuuuus!

Tofu mexido e creme de espinafre


Já mostrei essa receita aqui, ela vem respectivamente dessas fontes:

Creme de espinafre.

Tofu mexido

É um jantar gostoso, leve e que te deixa feliz... Feliz sim pois essas coisinhas caseiras me deixam com um belo sorriso no rosto, por mais que a gente diga que nada deve girar em torno de comida, desde os tempos mais primórdios a comida é carinho, é cuidado...

Claro, tudo na sua devida moderação... não digo que comer um bolo inteiro por se sentir carente e precisar de um carinho seja algo correto, aí já é outro departamento... Mas falo do carinho de cuidar de si mesmo, de dar de presente a si mesma uma comidinha saudável, gostosa... É esse cuidado que falo, de nutrir nosso corpo com comida ao mesmo tempo saudável e gostosa... A gente merece...

Estou voltando pra cozinha, meu povo... ME AGUARDEM!

Bjus!

Quando Sammy toma conta da cozinha, ninguém segura!

Lasanha de gorda

maridex ao fundo, com a colher pegando mais e mais pedaços da lasanha... hehehehe
 
Como boa gordinha, adoro gordices, e aí vem mais uma...

Quem disse que vegano não como lasanha??? Hein? Hein?

Pois então, sem muito mistério...

Como eu fiz esse queijinho que está aí na tal da lasanha? Simples, já falei deles aqui, mas falo de novo, eu usei Mandiokejo e comprei nesse site aqui: http://quebracabecaveg.com/, eles tem um preparado em pó que, ao misturar água e óleo, ele vira um queijo muito gostoso! E que, ao aquecer, ele puxa que nem queijo normal!

Bom, fiz uma bolonhesa com proteína de soja (deixa ela de molho, escorre a água, refoga com cebola e mistura molho de tomate, considere que PTS dobra de tamanho quando hidratada) e usei uma massa para lasanha pronta (sem ingredientes de origem animal) e entre cada camada de massa e molho, fui colocando o tal queijo, e por cima, coloquei molho de tomate e queijo e coloquei para assar...

Ficou cremoso, de encher a boca, minha filha!!!! O único problema desse mandiokeijo é que vai muito óleo, mas ainda quero diminuir drasticamente a quantidade que vai no preparado (tu compra o pó e mistura uma quantidade de água e óleo para virar queijo)... Ainda mais em tempos de VP onde cada colher de sopa de óleo te toma 3 propontos sem piedade...

Para o final de semana, é uma ótima pedida, solte a criatividade e seja, feliz! :DDDDD

Bjuuuuuus!

O drama da paçoca

Sim, segundo post em sequência, estou inspirada sim! :D

Bom, mas vamos lá!

Hoje acordei bem ruim, com sono, fui pro trabalho de van, passando frio e com outros probleminhas...

Cheguei, vi que o refeitório estava aberto pro café da manha e pensei... Será que pego um café e de quebra aproveito e pego um pãozinho?

Pensei: Um pão = 4 propontos... Se comer vou me arrepender até sei lá quando... Acabei nem indo...


Meio dia, almocei e fiquei com uma vontade louca de comer um docinho... Pensei em comer um paçocão!!!!! e ele me custaria 7 propontos...

Pensei... Pensei... Poxa, to querendo fazer uns doces e comidinhas diferentes no findi, vou extrapolar a cota do dia, nem é final de semana ainda pra estourar tantos pontos da cota diária...

E paçoca eu sei que vou comer, é doce... mas depois vou pensar: nem era isso que eu queria ter comido... :/

Então, não, muito obrigada, não quero...


Sucesso na dieta se dá quando a gente pensa e monta a estratégia... Burro é que vai pra guerra sem armas!

Uma guerra é feita de estratégias, tem que pensar um pouco... por exemplo, tenho em mãos uma receita de cupcakes que rende sei lá quantos bolinhos, e a receita ao todo dá 60 propontos no total, eu tenho 49 extras pra gastar numa emergência (quer dizer, 47, gastei dois sem querer na quinta hehehe), cada bolinho deve dar uns 7 propontos (estou chutando), se eu como hoje a tal paçoca que nem faz meu coração bater tanto, aí vou ter menos cota pra comer aquilo que realmente vale a pena...

Engordar com coisa ruim? TÔ FORA! Eu quero chegar tipo diva na próxima reunião do Vp... kkkk

 
 
Invista numa alimentação regrada durante a semana, coma sua comida de sempre, siga seus padrões alimentares, invista nas saladinhas e tudo mais, acredita em mim, vale a pena resistir durante a semana e deixar para o final de semana as coisas fora da rotina, quando chegar lá, nas vias de fato, vai pensar: poxa me esforcei tanto para comer direitinho... aí das duas uma: ou tu come só um pedacinho ou tu nem come...
 
Pensar bem antes de fazer as coisas só faz bem! E não só com comida, mas com tudo nessa vida...
 
E para finalizar... Nunca se esqueça dos vegetais, nunca! kkkkkkk
 
 
 
Era isso, tenham um ótimo findi!

Receita de bolo padrão




Faz tempo que não posto nenhuma receita, mas é porque me falta tempo e paciência de organizar as fotos, as receitas, escrever algo bacana... mas aos poucos quero colocar tudo em dia.

Bom, descobri uma receita bem bacana, sabe quando tu procuras uma receita de bolo e nem sabe como começar, o quanto de ingredientes usar? Eis que sem querer achei essa receita padrão! Sem frescuras!

É uma receita vegana, óbvio, mas serve para quem não é também né? hehehehe...

A fórmula é a seguinte (peguei no grupo "receitas veganas" do facebook):

Cada medida corresponde a 1 xícara!

- 2 medidas de farinha de trigo
- 1 medida de açúcar
- 1/2 medida de óleo (pode ser até menos, usei menos e deu certo))
- 1 e 1/2 medida de líquido (pode ser leite vegetal, suco...)
- 1 col de sopa de fermento para cada duas medidas de farinha

Peneirar os ingredientes secos e depois misturar com os líquidos, assar em forno pré aquecido a 180°.

Para versão com chocolate, adicione 1/4 da medida da farinha de chocolate em pó.

Claro, tudo se adapta... tem gente que pode fazer a mesma receita e nada dar certo, o negócio é encontrar o teu "ponto"... Só de mexer a massa já sei se vai dar certo ou não... hehehehe...

Espero que gostem, nos bolinhos da foto aí em cima, fiz bolinho de laranja, usei duas laranjas inteiras, com casca e tudo batidas no liqui, só fui ajustando os líquidos e farináceos para ficar a massa cremosa... O verde se deve a uma estripulia minha de querer usar confeitos verdes para deixar os bichinhos coloridos ^ ^...

Bjuuus!

Faz um ano que sou vegetariana + pensamentos soltos




Adoro esse gatinho!

Ok, o assunto que deu motivação para este blog nascer foi meu emagrecimento, mas tudo tem a ver com a busca por equilíbrio que tanto defendi.

Bom, há um ano, neste mesmo mês, me tornei vegetariana, faz um ano que não consumo carne e 4 meses "de fato" que sou vegana.

Foi uma mudança que mexeu com a mente da pessoa aqui, as pessoas, boa parte delas, não aceitam muito bem essa coisa de não comer carne, pois a carne é um elemento que faz parte "do social", principalmente aqui no sul, onde tudo gira em torno da churrasqueira.

Mas com apoio da minha mãe e do meu marido, tenho me virado bem nesse sentido. Sem grandes traumas, sem grandes neuras.

Claro, o brabo foi explicar que não estou mais consumindo alimentos de origem animal como leite e ovos. Aí o povo te tira pra doida, pra retardada ou acham que tu és um ser de outro mundo.

Há quem ache que vou dançar alguma dança budista (existe isso?) quando encontrar elas ou ensinar mantras hindus por conta do veganismo. Nada a ver isso... kkkkkkkkk

Gente, eu continuo a mesma pessoa de antes, só mudou o que coloco na boca, acho até que estou melhor que antes, mais tranquila, mais relaxada, mais agradecida a vida e, de quebra, menos rancorosa, guardo menos ódio no coração.

Passou a fase que eu queria que todos se tornassem vegetarianos e que criticava quem comesse carne, aquela fase que a gente defende tudo com unhas e dentes, etc... Ok, eu olho para quem come carne e me sinto esquisita, mas não julgo, talvez até lá dentro eu faça algum julgamento, mas nunca ofendo ninguém.

Hoje em dia, não me importo com o que os outros comem, se a pessoa me pergunta algo, respondo, mas me nego a discutir sobre isso com quem não está afim de entender meu lado.

Well, e nessa coisa toda, me sinto de leve excluída da sociedade, é como se eu estivesse cursando medicina e cair pro curso de filosofia, com gente totalmente diferente, valores diferentes... Sinto como se pisasse em ovos, há veganos que são agressivos e intolerantes com o modo que as outras pessoas levam o veganismo na sua vida e isso me dá nojo, mas já falei disso em outra ocasião e vou deixar isso pra lá....

E nessa coisa de me sentir meio fora da turma, lá vou eu com o mesmo assunto dos últimos tempos... Minha vida de encarteirada, ou seja, de motorista iniciante.

Me sinto meio que do mesmo jeito que me sinto no veganismo, meio deslocada, tipo, tentando se inserir num grupo de líderes de torcida com meu estilo nerd, tipo assim, entende? Comparação meio besta, mas acho que assim me faço entender.

Me sinto como se esse não fosse meu mundo, como se estivesse meio intrusa, como se estivesse de fuxiqueira. Acho que é por conta da inexperiência, das barbeiragens que nem todo mundo aceita hehehe. Ué, gente, demoro pra arrancar na sinaleira pois a missão que Deus me deu na terra é: Faça os homens na terra terem mais paciência com os recem encarteirados! kkkk

Mas esse sentimento não me impede de tentar me infiltrar nesse mundo, pois gosto dele do jeito que é. Com seus motoristas barbeiros e com esse povo apressado.

Eu gosto de dirigir, por enquanto é assustador dirigir no meio do transito, assim como ainda é assustador falar que não como queijo (sim, não sei lidar ainda com a cara de reprovação dos outros, mas estou bem melhor). Porém, tudo compensa, tudo vale a pena.

Estar de bem com minha conciencia, com meus valores e sonhos não tem preço, não há dinheiro que pague. Nada paga.

Eu estava presa numa gaiola, e aos poucos vou experimentando a vida fora dela, aos poucos vou saindo, me libertando dos medos e de tudo que me atrapalha. Ainda tenho aquele sentimento: é bom ficar fora da gaiola, mas parece tão seguro aqui dentro... vai entender...

Não quero mais me acorrentar em correntes que a sociedade me impõe. Não quero me acorrentar no medo de fazer feio, de não agradar.

Quero ser livre.

Gente tenho muita coisa pra compartilhar aqui, mas aos poucos vou me "chegando"! hehehehe

Bjuuuuus!

Sammy só quer saber de virar "fazendeira"....

Mantenha seu padrão alimentar


Foto daqui


Ontem foi dia de reunião do VP e como sempre as palestras da Heloisa são show de bola!  Emagreci um quilo, isso que comi pastelão e cerveja na quarta à noite! kkkkkk agora tentaremos caprichar nas corridinhas e alimentação!

Aliás, meu tornozelo está melhorando aos poucos, está quase sem dor, aplicando gelo de noite, pomadinha duas vezes ao dia e os remédios.

Até reservei um lugar lá na frente para gravar a palestra dela no celular, tava afim de ter ela para escutar durante a semana. Só aviso que não vou compartilhar por respeito ao trabalho dela, e outra coisa: meu celular gravou a palestra num formato que nem sei se conseguirei ouvir a não ser nele hehehe...

E pior que não sei bem qual foi o tema da palestra, foi sobre controle alimentar, sobre anotar o que se come, mas o assunto acabou puxando o seguinte: Manter os seus padrões alimentares.

Como assim?

Simples, deixa eu explicar: Você come sempre um arroz com algum outro grão, tipo lentilha, feijão, grão de bico... Então, durante a semana, tente manter esse padrão, não fuja disso de segunda a sexta, pelo menos. E depois, no final de semana, tenta manter os teus padrões, o máximo que puder.

Alimentação saudável é feita de hábitos e habito se adquire na base da repetição. Tente superar teus limites, se hoje apareceu alguma comida que você goste para comer, se tem algo na geladeira que seja tentador, ao invés de comer pensando "só hoje" diga a si mesmo que "amanhã eu como...". E siga no teu padrão.

Quando chegar o amanhã, diga de novo "eu como amanhã". Supere seus limites, torne isso um hábito.

Uma coisa que funciona comigo e acho que funciona com a maioria é: faça seu café da manhã direitinho. Coma direitinho no café da manhã... Não consegue comer de manhã? Come o que puder, mas não deixe de comer, coma certinho, dentro dos pontinhos, das calorias, cotas e sei lá o que, quando se começa bem o dia, o resto do dia vai que é uma beleza.

Hoje, por exemplo, tomei meu café da manhã bem tomado, duas fatias de pão de forma integral, tofu, melado e meu óleo de linhaça (minha fonte de omega 3 e 6), mais meu café pretinho. Estou saciada, estou bem e me sinto preparada para encarar o resto do dia, incluindo a corridinha que pretendo dar mais tarde :D.

Falando em corridinhas, cheguei na terceira semana do C25k, até a Subway POA Day Run, estarei conseguindo correr 20 minutos sem parar e isso para mim significa 3km, o que significa mais da metade de 5km e isso significa também que conseguirei completar a prova bem e sem muito sofrimento.

Estou doida que chegue essa corrida logo, para sentir que realmente recomecei e ganhar mais uma medalha para a coleção.

Mês que vem participo com uma turma da Maratona de POA, no revesamento em octeto (5km para cada)

Bom findi e se cuidem!