De cara limpa


Não é a primeira, nem será a última vez que vou ouvir falarem algo contra minha vontade de não me maquiar todo dia, ou da minha vontade de andar de camisa de flanela xadrez e all star. "Nossa, moça, achei que você era moça".

Já vi mulher com medo de mim, entrar no banheiro e ouvir um burburinho, um "oh a esquisita". Esquisita é essa gente sem graça.

Tenho meus dias de salto alto, ontem foi um deles, usei faceira, oras. Mas hoje voltei pro all star de guerra, eu fui trabalhar do jeito que gosto, no conforto. Se é permitido, tô dentro, a melhor coisa que fiz foi sair das consultorias, ter que ficar de roupa social todo dia é uó. Nos dois empregos fora, sempre pude ir à vontade.

Nunca fui de frescuras, digamos assim. Enquanto as amiguinhas cresciam e deixavam crescer sua vaidade, eu ia optando mais por uma roupa confortável. E me sentia bem pra caramba.

Tenho dias que quero vir com aquela roupinha hiper feminina, floreada, coisa e tal. Mas é algo que depende do estado de espírito, não é uma obrigação que fico impondo a mim mesma. Minha roupa reflete o meu estado mesmo, se estiver mais para baixo, eu vou sair toda bagunçada, por exemplo.

Imagine se invento de ficar com aquele cabelinho curtinho que eu tinha... hahaha.

Já trabalhei num lugar onde era obrigada a ir com roupa social e sapato com um salto.

Legal que maridex adorava meu cabelo curto e vermelho, enchia a boca orgulhoso para dizer: Oh, o povo tá te olhando, te reparando!!!!

Mas não dou bola pro que dizem, sinceramente. As pessoas falam/tiram onda por puro recalque, gostariam de usar aquilo que quisessem, que é diferente do que usam. Mas falta coragem.

Agora tem esse movimento, onde gente famosa aparece sem photoshop e sem maquiagem nas revistas e tal. Acho muito bom isso tudo. Ainda mais em tempos onde todo mundo admira essas saradas photoshopadas nas revistas e etc.

As mulheres são massacradas, eu acho, pois precisam manter o cabelo lindo, andar maquiada, arrumada, depilada, unhas bem cuidadas e pintadas, cheias de penduricalhos, tem que ser magra, tem que estar linda... Isso tudo combinado com uma jornada de trabalho de no mínimo 8 horas, uma casa para cuidar, se tiver filhos terá que cuidar deles...

Talvez eu seja feminista mesmo... Talvez.

Só acho que as pessoas devem ser o que realmente são, sem tentar mudar isso à força, forçar um "tipo", seja homem ou mulher. Se a mulher usa roupas largas, ela tem um bom motivo para isso, ou motivo nenhum, oras. Precisa de motivo?

Mas as pessoas tem um preconceito tão besta, e o que me deixa besta é que em tempos modernos ainda existam certos receios, medos e discriminações.

Somos mais que um simples par de olhos maquiados, ou um simples par de salto alto.

Li uma frase que resume tudo isso, eu acho: somos todxs deliciosamente imperfeitos e diferentes.


5 comentários:

  1. Concordo com vc! Viva as diferenças e suas interessâncias!!!
    Bjs! =)

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc, as pessoas ficam apontando dedos e falando das roupas ou maquiagem. Eu amo andar arrumada, mas não dá trabalho, estudo e tenho um criança. O maximo que faço tdos os dias é uma make bem levinha pra desfarçar as olheiras.
    Queria me manter no salto mas um tênis e uma calça.jeans é a melhor opção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiii!!!
    Apoiada!!!
    Cada um tem que ser o que é e acabou!!
    Não podemos viver em funçao de uma ditadura de moda, ou do que quer que seja...
    O importante é sermos felizes e ponto!!!
    Saudades de vir aqui...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Hey que eu também sou do Time All star + calça jeans! hihihi... Não troco essa dupla por nada...rs... Muito melhor... deixo que as rasteirinhas e sapatilhas falem que sou moleca... nem ligo. sou mesmo! X)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Arrasou no texto, pois a cobrança está muito forte!
    Um abração,

    ResponderExcluir

Fiquem à vontade!