Terrorismo alimentar

Cada dia mais o terrorismo alimentar ataca.

A coisa que mais amo da minha nutri é que com ela não tem nada proibido, não tem terrorismo com nada, não temos prazo apertado para chegar na meta X (aliás, não temos prazo pra porra nenhuma, a gente deixa a coisa seguir seu ritmo).

Vi uma amiga minha meio preocupada que a nutri definiu um prazo para eliminarem 20 ou 30 quilos (não lembro). Até não era uma meta fora da realidade, 2kg por mês se não me engano, mas eu via ela se matando em duas academias, comendo quase nada, e sofrendo cada vez que dizia que só podia comer um numero restrito de coisas coisas.
 
a nutri doida é adepta disso...

Como eu tenho sérios traumas com dieta e vários processos de perda de peso nas costas, todo mundo teve que ir com calma comigo. A terapia foi devagar, aos poucos, avançando nesse campo. Primeiro trabalhamos a auto-estima e a perda do medo de se cuidar e se amar. Depois, aos poucos fomos invadindo esse campo, recuamos algumas vezes... é sério, o bagulho é tenso. Já tive algumas vezes que me faltou o ar enquanto (tentava) falar sobre o assunto.

Aí, fui na nutri com objetivos bem dispersos, apenas melhorar a alimentação e controlar os sintomas da TPM (antes a tpm durava 15 dias e a última durou apenas 4-5 dias, eram 15 dias de seios doloridos, conseguem imaginar?). Eu queria perder o medo infundado na nutri também, ela sempre foi de boa com as metas e dieta, nunca mandou cuspir nada hahahaha... Mas por conta de todo trauma de tantos anos, eu precisava ir devagar ali também, recuei uma vez e agora consegui avançar em campo: em fevereiro vou pedir uma dieta para emagrecer.
 
Somos adeptos!
 

Ela me mostrou uma planilha onde ela insere medidas de dobras cutâneas e cm's de várias partes do corpo, me mostrou meu índice de gordura (que não lembro) e me mostrou o que seria o saudável e não era muita coisa não, mesmo para quem não tem pressa.

Eu estou afim de me cuidar e fazer boas coisas para mim, me cuidar, me amar... 

Eu bato demais na tecla, mas baterei de novo: Primeiro a gente precisa se amar do jeito que é para então conseguir mudar o que queremos de forma gentil conosco mesma, sem se odiar por ter "fracassado".

Somos mais que medidas, números.

Não tenho mais a pretensão de chegar a 60kgs, estando num índice de gordura aceitável e conseguindo cuidar do meu corpo como ele merece, ficarei feliz demais!
 
 EXTRA EXTRA EXTRA
Recomendo fortemente o site http://juromano.com/ caso alguém ache que não tem como se vestir bem sendo gordinha :)

0 Comentários:

Postar um comentário

Fiquem à vontade!