A tal força de vontade

Eis que a segunda chegou! Aquele cheiro de recomeços no ar, em todos os sentidos.

Semana passada fui na minha nutricionista, conversamos sobre as compulsões que me atrapalharam nos últimos meses. Foi uma conversa muito boa, eu agradeço a todos os deuses por ter uma nutri que me entende e tenta achar uma solução para meu caso.

Agora retorno na nutri em setembro. Yoga está indo bem, e agora é isso que me motiva: emagrecer para conseguir executar melhor os movimentos, as posições. Meu sonho? Fazer aquelas poses loucas, e sei que chego lá!

Não tenho pressa de emagrecer, se eu tiver pressa, vou me lascar, pois quando tenho pressa, me atropelo emocionalmente. Estou numa fase de busca de equilíbrio, busca de algo que funcione para mim.

Minha amiga não pode mais cozinhar para mim, pois está cheia de pepinos para descascar e antes fosse os pepinos na minha salada hehehehe... Então, hoje encomendei marmitas de outra pessoa, para deixar comida pronta e nutritiva para aquele dia que eu não tenho energia para cozinhar e acabo comendo pão com qualquer coisa.

"Mas você sabe que precisa emagrecer né?" Diriam os médicos, a mãe sem noção, namorado com menos noção ainda, aquele "amigo" também bem sem noção... Ok, Ok, tá todo mundo preocupado e isso tem nada demais, mas o problema não é a preocupação, e sim a falta de compreensão.

Sim, fico feliz pelas pessoas se preocuparem sim. Sim, sei que elas não tem a intensão de me machucar.
Dito isso, vamos lá!

Sobre as preocupações:

Esse é aquele tipo de frase broxante, mas broxante mesmo: "É só parar de comer", eles disseram, "é só se controlar", disse aquele que não fica um dia sem cerveja e/ou não sabe a hora de parar e perde a linha, ou não fica um dia sem comer 400grs de carne no almoço ou aquela pratada de sobremesa e vive dizendo que precisa parar com isso, aquele que come chocolate e não para até ver o fim da coisa toda.

Quem tá nessas sabe que nada é fácil, o emocional conta muito, acho que é a principal barreira numa alimentação equilibrada. O problema é que as pessoas olham de fora, de forma rasa.

Quem já sofreu de compulsão, bulimias e afins, entende o que eu digo. Há uma linha tênue que nos situa entre o estar sã e insana. Um corpo, ainda mais o feminino, é cobrado para ser de várias formas.

Sei de todo preconceito que engloba essa coisa toda, sinto ele perto de mim. Vejo amigos falando das gordinhas de forma nojenta, e eu ali, escutando tudo.

Tento ser feliz do jeito que sou, mesmo querendo mudar, pois todos tem o direito de querer mudar. Como sempre digo, se não me amar hoje, não me amarei nunca e por conta disso emagreci tudo o que eu emagreci e engordei tudo o que eu engordei. Se o problema fosse só a comida, não existia gente gorda.

"Não parece que você está tentando" ou "Conheço uma nutri bem boa, quem sabe tu tenta essa". lembro que: a preocupação é linda, porém a visão que as pessoas tem da gente é rasa, e muitas vezes, mesmo explicando, fica difícil entenderem. Tem coisa que já cansei faz luas de explicar.

Uma coisa que não faço mais é corrida maluca em busca de número na balança. Nem me peso mais, só na nutri mesmo. Os meus resultados vão demorar mesmo para aparecer. "Mas fulana conseguiu 4kgs no mês, quem sabe tenta dieta da fulana". Enfia a dieta da fulana no cu.

"Ain mas só quero te ajudar, mas parece que você não se ajuda, tem que ter força de vontade, te esforça".
Força de vontade é um balão que enche e estoura de tão cheio que fica. Porque uma hora tu cansa de "fazer tanta força", que nem elástico, até ele cansa! Não tô puxando com os dentes um caminhão de 10 toneladas para precisar de força, pessoas nesse processo precisam ser compreendidas, precisam de paciência, precisa que entendam a vastidão de tudo que causa.

*************************************************************

Essa semana foi uma das semanas mais maravilhosa das tentativas de seguir o plano alimentar, passei a semana comendo bem, sábado até bebi 1,5lt de água! NUNCA bebo tudo isso. Sábado a noite fiz um jantar lindo, com sobremesa e tudo. No outro dia, não bebi tudo aquilo de água, mas comi bem, não ataquei uns docinhos de chocolate que tinha em casa, nem lembrei deles.


À tarde  até me deu vontade de fazer alguma coisa mais "recreativa" para comer, mas pensei um pouco e pensei: vou fazer alguma coisa que venho adiando, e resolvi imprimir uns envelopes e montar algumas divisórias para o planner, até plastifiquei elas! Ainda estou aprendendo como fazer. Mas digo que foi bem gostoso fazer esses mimos, coisinhas bonitinhas. Eu queria me agradar e achei um jeito.


Comprei os plásticos de plastificadora e coloquei a figura entre uma fronha de travesseiro e passei o ferro. Não ficou nota 10, mas gostei!

Lembro que há muito tempo atrás eu comprava esmaltes e pintava as unhas quando ficava ansiosa nas viagens que fazia à trabalho.

Acho que já disse que estou evitando me pesar, não ando sentindo tanta vontade, quero realmente pesar quando passar essa semana tumultuada e conseguir voltar a musculação, pois acho que isso ajudará na yoga.

O post ficou longo, faz tempo que não apareço por aqui!

Cuidem-se

Beijão

Titia Sammy


0 Comentários:

Postar um comentário

Fiquem à vontade!